O Ribatejo dos Cavalos e da Sopa da Pedra

Aquela que tem medo de tudo quanto é bicho, todos os anos dizia que queria ir à Feira da Golegã! A pacata vila ribatejana recebe todos os anos a Feira Nacional do Cavalo.
E fez-se-lhe a vontade, num Novembro de chuva molha tolos durante toda a viagem, com a sorte de parar de chover ao chegarmos.

As boinas já levámos de casa, de outras paragens que tinhamos feito anteriormente, portanto fomos a preceito!

E Festa é mesmo o nome adequado para caracterizar esta Feira…os cavalos e cavaleiras bonitas, os bebes e os comes, a música, a alegria que se nota em cada rosto que passa por nós, as ruas cheias…os espanhóis barulhentos, as compras e vendas, as provas, os troféus…é de facto uma animação! E porque é S. Martinho, para completar a festa, não faltam as castanhas assadas.

joana-golega-cavalo-bebespontocomesfeira-cavalo-golega-bebespontocomes

É certamente do melhor que se realiza por cá…aconselhamos cada bom português que se preze e possa, a ir pelo menos uma vez a esta que será a mais importante e mais castiça de todas as feiras do género que se realiza em Portugal.

Mas melhor, mesmo melhor, foi no final da noite, decidir fazer mais 30 km para ir jantar ao Toucinho em Almeirim. Aqui em casa adoramos Sopa da Pedra, e neste cantinho sentimo-nos sempre um pouco ribatejanos…na decoração do espaço respira-se festa brava, e começa pelo proprietário do restaurante, um antigo forcado.

Fundado em 1962, foi aqui que nasceu a famosa sopa da pedra.

toucinho-bebesspontocomestoucinho2-bebespontocomes

Reza a história que..

“A Sopa da Pedra não pode fugir à lenda do frade e da sua manha em fazer uma sopa deliciosa com uma pedra. Certo dia, chega a uma localidade meio cansado e com a barriga a dar horas. Bate à porta de uma simpático casal de velhotes e, mostrando uma pedra, diz que gostaria de fazer uma sopa com ela.

Incrédulos, perguntaram: Com essa Pedra? Sempre queremos ver isso. Foi o que o frade quis ouvir. Lavou a pedra muito bem e pede uma panela com um pouco de água.
–  Só com esta pedra e mais nada?
–  Não, para ficar melhor, deve levar um fiozinho de azeite e deixarem-me pô-la ali naquele brasido. Sempre pedindo os condimentos necessários, o frade põe os seus anfitriões numa azáfama constante.
–  Agora um pouco de carne, enchidos, feijão, batata, coentros,…etc, etc…

Dentro de pouco tempo a panela começa a ferver e a deixar um aroma delicioso. Depois do frade a comer, os velhotes, agora com um ar desconfiado, perguntaram no fim da panela estar limpa até ao fundo.
–  Então e a pedra? Responde o frade meio manhoso: A pedra? Essa vai servir para arranjar outra refeição ali à frente.”

E esta, hein?

sopa-pedra-bebespontocomes

Do menu para além da famosa Sopa da Pedra fazem parte muitos outros petiscos, Costeletas de Borrego, Costeletas da Rinzada, Perna de Borrego, Orelha e Rim de Porco.

Nós, admitimos, comemos sempre o mesmo…Sopa da Pedra, muito pão, que é feito na casa e é maravilhoso, Carne da Matança e para finalizar um delicioso “Shot de Sorvete de Limão” para o desenjoo! É que para fazer a viagem de volta ainda são muitos kms….

O Toucinho

Rua de Timor 2-5, 2080-095 Almeirim, Portugal

www.toucinho.com

COORDENADAS GPS: N39° 12′ 11.578” W8° 37′ 38.121”

1 Comentários

  1. Pois é minha amiga aqui não me ganhaste!!!! Este era sempre o nosso restaurante de eleição no dia a seguir à feira da gastronomia. Bjs Carla

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *