Parece que por terras de Peniche há muita malta a “enfiar barretes” em restaurantes… terra de mar, praia e pescadores… a expectativa para se comer bom peixe está sempre presente!

Atenção, é possível ser-se feliz em Peniche, é só afastarmo-nos um pouco da zona mais turística… nós passámos por lá para “testar”!

Afastamo-nos do centro e do aglomerado de restaurantes turísticos, e encontramos um local cheio de histórias, antigo abrigo de pescadores que se juntavam à volta do forno de lenha, onde confeccionavam o resultado das suas pescarias. Estamos a falar da Tasca do Joel, que hoje continua a abrigar muitos convívas, desde surfistas a enófilos, num “in loco piscatório” depurado q.b., seja à volta do forno, do peixe e da carta de vinhos… só a somar pontos positivos!

A caminho de Lisboa fizemos um desvio para almoçar. Cada vez mais nos entusiasmam os restaurantes onde tudo é óptimo… o peixe, a carne, os grelhados, o forno, os vinhos e as sobremesas. Um almoço informal, como se quer em zona de praia. Em “light mode” privilegiámos a salada de búzios, seguida de uma espetada de lulas e um Sorbetto de Limão para sobremesa! Acompanhámos com Herdade do Esporão 4 castas 2011, que se apresentou um vinho fresco, vivo, límpido… e uma escolha segura para a refeição de todos!

Bebemos água também, porque aqui pedir uma garrafa de água é uma experiência obrigatória…

vinho-carta-tasca-joel-peniche-light-mode-bebespontocomessalada-buzios-tasca-joel-peniche-bebespontocomesespetada-lulas-peniche-light-mode-tasca-joel-bebespontocomespeniche-light-mode-aconpanhamento-tasca-joel-bebespontocomesloja-gourmet-tasca-do-joel-peniche-light-mode-bebespontocomes

À saída foi difícil resistir aos encantos da loja gourmet, uma sala de espera que cresceu até aquilo que é hoje, e que chama por nós com uma oferta fora de série… estávamos com horas marcadas para seguir rumo a Lisboa, e não nos perdemos na totalidade! Mas trouxemos connosco um dos vinhos da casa, uma homenagem ao Surf da zona pelas mãos da Quinta do Monte d’ Oiro e da Tasca do Joel. Com uma imagem apelativa, uma curiosa aquisição para a nossa garrafeira, a abrir um destes dias.

Ok malta, é seguro voltar a Peniche!

tasca-joel-vinho-peniche-light-mode-bebespontocomes

Tasca do Joel

Rua do Lapadusso nº 73, 2520-370 Peniche, Portugal

www.tascadojoel.pt

COORDENADAS GPS: N39° 21′ 25.236” W9° 23′ 35.044”

11 Comentários

  1. Boa noite. Discordo completamente da vossa reportagem. Nada bate certo. Antes de ser restaurante gourmet, foi um simples café de esquina e anteriormente foi um armazém de redes!! Nada de Abrigo de pescadores! LOL o que fazem para vender o peixe… e os preços?

      1. Desde já agradeço o comentário e quando estiver por Peniche gostaria de os conhecer e agradecer pessoalmente .

        Sobre a sr Rita não a palavras

        Muito obrigada

  2. Sendo exageradamente caro, a Tasca do Joel, de facto, existe e com sucesso pela inexistente concorrência em Peniche.

  3. Senhora Rita

    O que diz e que esta mal o café era em cima e não era um café qualquer na altura havia poucos em Peniche com a sala de jogos e com satélite para ver os jogos internacionais .
    Sobre aonde e a tasca sempre foi uma sala que alugávamos e fazíamos os petiscos dos pescadores ,como sabe
    tanto havia aqui perto a cana noroeste do senhor jorge que na altura tinha fechado dai o meu pai fazia agua pé e os pescadores traziam o seu peixe que pescavam e nos o confeccionávamos
    Como está a dizer um armazém de redes nunca foi .
    Se e de Peniche e amiga de Peniche .
    Nunca fiz para vender peixe …
    Acabo aqui a minha escrita que nem tenho o hábito de escrever a estas coisa mas quando não a verdade não e estou aqui e até gostaria de a conhecer .

  4. Cara Rita,
    Peixe de mar (e não de viveiro) tem o seu preço. Um preço que não é estipulado pelo restaurante mas sim por quem pesca.
    Pode sempre comer peixe de viveiro a 8 ou 9€ a dose num dos muitos restaurantes para turista ver. No Joel come-se peixe acabado de apanhar ali ao lado, e isso paga-se. Não se trata de uma questão de preço, mas sim de valor. Para mim caro é comer um mau peixe congelado e beber um vinho medíocre, pagando no final 12€.
    O Joel é um desses poucos restaurantes onde “what you see is what you get”. Pode jantar-se por 15€ ou por 50€. Depende apenas do que comer e beber.y

  5. Vou ao Joel à mais de 30 anos,assim como a Peniche que muito gosto,espero ir lá pelo menos mais 30.Quem diz mal desta “Tasca” não sabe comer.

  6. A Tasca do Joel será sempre a Tasca do Joel! Atendimento exemplar, comida fantástica e um espaço muito agradável! Os meus avós eram de Peniche, a minha mãe nasceu em Peniche e os meus filhos que são pequenos, também já são “filhos da terra”. Um bem haja a este espaço pela inovação que julgo estar carente de locais como estes!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *