Arco das Verdades
bebes.comes 06/03/2017

Mafarrico

Tinto Douro 2014
13,5% Vol.

Apaixonados como nós pela pronúncia do Norte?

Acompanhem-nos num passeio pelo pitoresco e autêntico centro histórico do Porto.
(com direito a pit stop para um copo de vinho, como não poderia deixar de ser…!)

Ao contrário do percurso que habitualmente fazemos quando visitamos a cidade, desta vez fomos passear para os lados da Sé Catedral.

Partimos da Estação de S. Bento em direcção ao rio, pela Av. D. Afonso Henriques, passando pela Muralha do Bispo, o Chafariz do Anjo e a Sé do Porto até às…

Escadas das Verdades, ou Escadas das Mentiras como eram conhecidas antigamente.

Com paragem obrigatória no Arco das Verdades.

Um wine bar com vistas privilegiadas sobre a ponte Luís I, o rio Douro e as caves da marginal de Gaia.

Durante os trabalhos de renovação do edifício, foi descoberto este arco de um aqueduto do séc. XVII, integrado no prédio dá actualmente acesso ao bar e é o seu ex-libris.

A lista de vinhos, elaborada pelo escanção Manuel Moreira, contempla as regiões do Douro, Vinho Verde, Trás-os-Montes, Beira, o vinho do Porto e os espumantes da Bairrada, mas está essencialmente vocacionada para os vinhos do norte de Portugal. As propostas de vinho a copo são interessantes e a preços convidativos.

Mas há também cerveja artesanal, a OPO74, café Vernazza – ambos do Porto -, e muitos cocktails vínicos para acompanhar o pôr do Sol.

Um wine bar que não é só para turista e pretende acompanhar o ritmo da cidade, num espaço onde apetece estar.

E nós não desperdiçámos nem um segundo… da companhia um do outro, da tábua mista, da réstia de sol… e do vinho.

Abrimos as janelas para o intenso calor do Douro, servido no copo.

Um Mafarrico tinto, criação de um espírito livre.

Álvaro Martinho Lopes, nascido em pleno coração do Douro, e conhecido por Mafarrico, dada a sua personalidade travessa e irrequieta.

Significado de Mafarrico
(Figurado) Indivíduo travesso ou turbulento; criança traquinas ou endiabrada;

É no Baixo Corgo que possui o seu património vitícola com cerca de 10.5 h, maioritariamente vinhas muito velhas com várias castas tradicionais misturadas, uma localização excelente – exposição sul, altitude entre 200 e 350 metros – e solos muito pobres e inclinados. De produção limitada, os seus vinhos reflectem o carácter e a intensidade do Douro.

Que imenso prazer, ter no copo o calor e alguma da rusticidade do Douro, a fruta vermelha e a terra molhada, numa tasting room tão bem conseguida, onde a variação da luz do Sol torna únicos estes momentos …e as suas vistas…cheiram e sabem a Douro também…!

Um belo ponto de partida para planearem a vossa próxima visita à região duriense, onde podem encontrar este artista alegre e irreverente aqui enquanto guardião de muitos hectares de vinha.

Do nosso passeio resta contar, que por muito que não quisessemos tivemos de seguir caminho.

Não sem antes pedirmos para visitar os Arco Apartments, onde cada um recebe o nome de uma das quatro portas desta muralha medieval do Porto.

São sem dúvida uma excelente escolha, para quem como nós se interessa por arquitectura, degustação de vinho e caminhadas pela cidade. Talvez numa próxima oportunidade!

Para já seguimos caminho pelas Escadas do Barredo até ao Túnel da Ribeira.

INFORMAÇÃO TÉCNICA:

Notas de Prova
Cor: rubi
Aroma: terra molhada, ligeiro floral campestre, bagas silvestres, fruta compotada
Sabor: equilibrado, fruta vermelha e taninos suaves
Final de Prova: apimentado e algo rústico

Castas
Mistura de castas de uma vinha velha

Produtor
Álvaro Martinho Lopes

Preço: 18,00€ (4,00€ a copo)


Arco das Verdades / Tasting Room

Escadas das Verdades 13, 4050-622 Porto, Portugal

www.arcodasverdades.pt

COORDENADAS GPS: N 41° 8′ 29.57” W 8° 36′ 40.293”

2 Comentários

  1. Olá! Que achado este site 🙂

    Adorando a forma como escrevem os textos, como contam vossos passeios, histórias, lugares, fotos… que encontram no Porto.
    Eu e meu marido, também, somos da tribo “caminhar pela cidade” e descobrir coisas. Amamos. Pouco ou quase nada sabemos sobre vinhos… bem que gostaria… Mas amamos cerveja artesanais, que por sinal, as portuguesas são muito boas. rs. curtimos muito. Somos brasileiros e moramos aqui, no Porto, tem um ano. Anteriormente nossa morada por quase três anos foi Praga.

    Seria muito legal conhecê-los um dia aqui na cidade.

    Abraços,
    Gisele

    1. Gisele, muito obrigada pelas suas palavras 🙂 Será um prazer encontrarmo-nos. Não somos do Porto mas vamos lá com frequência. Envie pf os seus contactos por e-mail.
      Beijinhos, Joana e Pedro.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

%d bloggers like this: